segunda-feira, 9 de agosto de 2010

DESASTRES AMBIENTAIS AGRAVAM CRISE DE ÁGUA NA CHINA

Autor: Guillem Martinez Pujol

A sucessão de acidentes ambientais nas águas da China está agravando o problema de abastecimento no país, que sustenta 20% da população mundial com apenas 7% dos recursos hídricos disponíveis no planeta.

Com estes dados, segundo as Nações Unidas, cada cidadão chinês dispõe de 2.138 metros cúbicos de água por ano, quatro vezes menos que a média dos países desenvolvidos.

Por sua distribuição geográfica e os diferentes climas no país, a distribuição interna de água na China também não é equilibrada, com um norte árido e frequentemente semidesértico e um sul tropical e sujeito a chuvas de monção.

Trabalhadores chineses coletam lixo trazido pelas águas próximas à represa de Três Gargantas

O gigante asiático vive suas piores enchentes em 12 anos, que já deixaram mais de 1.500 mortos e desaparecidos no país, mas não pode garantir a provisão de água em todo seu território.

O governo chinês se mostra incapaz de ordenar seu mapa hidrográfico e realiza obras faraônicas, como a represa das Três Gargantas, no rio Yang-Tsé, ou o futuro Eixo de Desvio de Águas Sul-Norte, previsto para 2014, e vê uma proliferação, sem remédio, dos acidentes.

Nas últimas semanas, marés negras chegaram ao litoral, além de pragas de algas, que cobriram milhares de quilômetros quadrados e mataram toneladas de peixes, entre outros fatos.

A China é um dos países mais poluídos do mundo, devido em grande parte à acelerada industrialização vivida no país, cuja riqueza foi construída com uma exploração dos recursos com pouco controle e supervisão.

As últimas estatísticas oficiais apontam que os acidentes ambientais duplicaram em relação ao ano passado, com 102 incidentes apenas nos seis primeiros meses de 2010.

O Ministério de Proteção Ambiental chinês apresentou na semana passada os negativos resultados de um estudo oficial realizado este ano em milhares de amostras de águas da superfície do país.

Segundo a avaliação oficial, apenas 49,7% das águas estão aptas para o consumo e 26,4% são destinados à indústria, por não serem adequadas. De fato, mais de 100 das 600 maiores cidades da China sofrem cortes regulares e outras 400 vivem problemas temporários de abastecimento dependendo da temporada.

A indústria pesada e a atividade agrícola, que abusa de pesticidas e adubos industriais, são as principais causas da deterioração da água, além das pobres medidas de aproveitamento, já que apenas 38% da água é tratada para poder ser reutilizada.

O Greenpeace estima que cerca de 100 milhões de chineses - um em cada 14 - realiza suas atividades cotidianas, como cozinhar, beber, tomar banho, com águas poluídas que afetam diretamente sua saúde.

Por sua vez, a Organização Mundial da Saúde (OMS) cifrou em 100 mil as mortes anuais que a China sofre por doenças diretamente ligadas à poluição da água.

Em 2007, o governo chinês assumiu que foram lançadas 30,3 milhões de toneladas métricas de resíduos nas águas do país, que deixaram 70% dos rios, lagos e reservas "gravemente contaminados", incluindo fontes importantes como os rios Yang-Tsé e Amarelo, além de lagos como o Taihu e o Chaohu, terceiro e quinto de maior capacidade, respectivamente.

"A crise ambiental, particularmente para a água, está chegando à China antes do esperado", reconheceu Pan Yue, vice-ministro de Proteção Ambiental.
O Banco Mundial (BM) elaborou um relatório no qual considerava que a poluição do ar e das águas na China são problemas com "consequências catastróficas para gerações futuras", que custam mais de US$ 100 bilhões anualmente, superiores a 5% de seu Produtor Interno Bruto (PIB).

Fonte: Fábio Oliveira – fabioxoliveira2007@gmail.com
                                   Fabioxoliveira.blog.uol.com.br/

6 Comentários:

Às 9 de agosto de 2010 18:18 , Anonymous Anônimo disse...

MAURÍCIO,COMO PENSO;
O DESASTRE EM ANDAMENTO RÁPIDO.
QUANDO A HUMANIDADE ABRIR OS OLHOS VERÁ QUE ESTÁ CEGA.

 
Às 9 de setembro de 2010 15:37 , Blogger Rita de Cássia disse...

Olá, boa tarde.
Gosto muito de ler sobre meio ambiente e acho muito bom seus artigos.
Descobri que tem um candidato a deputado estadual por São Paulo, com idéias ótimas.
Claudinho Gaspar. Ele esta fazendo campanha política sem usar papel.
Super Interessante, dá uma olhada no site dele.
Abraços, Rita Motta.

http://www.campanhalimpa.com/2010/

 
Às 11 de setembro de 2010 16:25 , Blogger Maria Jose Ferreira Barros disse...

Este comentário foi removido por um administrador do blog.

 
Às 11 de setembro de 2010 16:34 , Blogger Maria Jose Ferreira Barros disse...

Espero que a humanidade não acorde tarde de mais, para vê que tudo isto é real. Pois na verdade só estamos preocupados com o dia que estamos vivendo e com as luxurias do mundo, cada um quer mais do que pode e assim estamos destruindo o restinho dos recursos naturais que ainda nos resta.
Que o pai celestial tenha de piedade da humanidade, principalmente da geração futura.

 
Às 11 de setembro de 2010 16:35 , Blogger Maria Jose Ferreira Barros disse...

Maria José.

Olá,boa tarde.
Sou professora de Geografia e muito me preocupa a real situação em que o
mundo se encontra.
Vou deixar aqui um trecho de um rap que eu escrevi sobre a natureza.

RAP DA NATUREZA

Chega de violência, chega de destruição,
o planeta não aguenta mais tanta poluição,

o homem esta destruído essa é nossa opinião,

se não parar agora, o que vai ser da nação?
tá ligado meu irmão?

O dinheiro que tu tens de nada vai adiantar,
devastando a natureza tudo vai se acabar,

com o planeta aquecido,
o mundo vai estourar,

Chega de violência, chega de destruição...


maryz2006@hotmail.com

 
Às 10 de outubro de 2010 16:54 , Blogger eliezerfernandes2011 disse...

viagei varios estados vi e adoro as paisagem onde passei.guando ainda era jovem viajando para o estado de sao paulo notei alguem vendendo agua.figuei abismado,tanta agua e este rapas vendendo!entao agora compreendo.se nos nao cuidar-mos de nosso planeta pode crer gue iremos pagar muito caro por isto.a nossa agua esta mais cara dogue a gasolina.

 

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

Links para esta postagem:

Criar um link

<< Página inicial